Sangramento e feridas em bebés e crianças pequenas
Sangramento e feridas em bebés e crianças pequenas
https://www.bebitus.pt/guia/sites/default/files/artikel/big/2017-06/kleinkind_kinderkrankheit_wunden_blutungen_artikel.jpg

Sangramento e feridas em bebés e crianças pequenas

Um arranhão no joelho, um corte no dedo ou ferimentos graves após um acidente: muitas vezes os pais ou cuidadores assustam-se quando de repente descobem uma ferida no bebé ou numa criança pequena.

Redação Bebitus
de Redação Bebitus
Qui, 2019-07-18 10:02 Thu, 07/18/2019 - 10:07

Primeiros socorros em crianças

Se uma ferida sangrar muito, pode ser difícil manter a calma. Para poder ajudar o seu filho, tanto quanto possível, em caso de emergência, faz sentido informar-se antecipadamente sobre possíveis urgências médicas ou fazer um curso de primeiros socorros.

Pergunte ao pediatra como deve tratar feridas em crianças. Além disso, é necessário garantir que tenha as vacinas em dia (por perigo de tétano!).

Pequenos ferimentos: escoriações, arranhões e contusões

Embora muitos adultos considerem que as escoriações fazem parte da infância e do processo de crescimento, é preciso ter em conta várias coisas. Por exemplo, arranhões superficiais tendem a cicatrizar melhor se não os cobrir com curativos ou ligaduras.

Esses tipos de feridas devem ser cuidadosamente limpos com água. Mas se tiverem sujidade que não possa ser removida, é melhor ir ao pediatra. Também no caso de arranhões que tenham infetado ou contusões na face, barriga ou área do peito, recomenda-se consultar um médico.

O mesmo se aplica a picadas, abrasões ou queimaduras. A limpeza precoce e o tratamento médico de uma ferida reduzem o risco de infecção e, portanto, o risco de deixar marcas.

Sangramento grave: lesões arteriais

Se uma ferida "cospe" sangue vermelho vivo, é muito possível que uma artéria tenha sido atingida. Este tipo de lesão pode ser fatal. Neste caso, ligue imediatamente para 112 e tente parar o fluxo de sangue pressionando a ferida.

Sangramento nasal: informações importantes

Há muitos bebés e crianças que muitas vezes começam a sangrar de repente e param alguns minutos depois. As causas geralmente são um golpe no nariz, constipações ou lesões causadas por um dedo ou uma unha na mucosa nasal.

Nesse caso, a pessoa afetada tem de inclinar a cabeça para baixo e é necessário arrefecer a testa e a nuca. No entanto, se o nariz sangrar muito ou durante muito tempo, é uma urgência médica e pode indicar que há ferimentos graves ou doenças.

Invisíveis mas muito perigosas: hemorragias internas

Uma queda de uma altura considerável, uma queda complicada num dos primeiros passeios de bicicleta ou um acidente de trânsito podem causar lesões nos órgãos internos e causar sangramento interno que não pode ser visto.

Os ossos partidos, por vezes, também causam hemorragia interna. Tudo isso pode implicar o perigo de sangramento, por isso é muito perigoso. Geralmente é difícil parar uma hemorragia interna, e, para tal, é necessária uma intervenção cirúrgica. Se forem detetados os seguintes sintomas, mesmo que o acidente pareça inofensivo, existe a possibilidade de ocorrer hemorragia interna:

  • Palidez crescente
  • Queixa contínua de dor
  • Gemidos
  • Problemas respiratórios
  • vPulso muito rápido
  • «Sensação estranha» na cabeça

Assim que suspeitar que existe uma hemorragia interna, ligue imediatamente para o 112 ou dirija-se ao serviço de urgências mais próximo.

Se a ferida não cura

Se, depois de alguns dias, parecer que a ferida não está a cicatrizar, leve a criança ao pediatra. Na maioria dos casos, podem ter entrado micróbios na ferida, como os estafilococos, e, no pior dos casos, podem causar septicemia, o que requer tratamento antisséptico.